Pavimentos em madeira: os dois tipos

Os ligadoresTecnaria podem ser usados tanto para pavimentos novos, planos ou inclinados tanto na consolidação de pisos existentes.
Podemos distinguir entre os dois tipos de pisos mais frequentes: pavimentos de joia simples e dupla.

PAVIMENTOS COM VIGAMENTO SIMPLES

3.1.2_001_solaio_legno_calcestruzzo_connettori_singola

COMPONENTES

Os pavimentos em madeira com vigamento simples são os mais comuns. O método de construção é simples.

VIGAS EM MADEIRA3.1.2.1_002_trave_in legno
Quando os projetos de reabilitação são realizados, é importante analisar a geometria e as características mecânicas da madeira. A madeira maciça, a madeira laminada com cola pode ser usada para em novos pavimentos.

BETÃO3.1.2.1_003_solaio_in legno_calcestruzzo
Betões estruturais de no mínimo classe C25/30 são utilizados normalmente, com uma espessura de não menos de 5cm. Nenhuma instalação técnica (tubos, cabos ou outros) pode ser inserida na laje de suporte de carga.


BETÕES LEVES ESTRUTURAIS
O uso de betão de peso leve é recomendado especialmente em áreas sísmicas por reduzir o peso morto da laje reforçada e mesmo assim manter uma alta força mecânica.

SOALHO3.1.2.1_005_solaio_in legno_assito
A cofragem da lajeta de betão pode ser feita através de tábuas de soalho, placas de aglomerado, ou paneis em fibra de vidro.


MALHASOL3.1.2.1_006_solaio_in legno_rete_elettrosaldata
Uma malha propriamente dimensionada soldada eletricamente é sempre colocada no meio da laje (normalmente uma malha Ø 6 20×20 cm). Não é necessário amarrar a malha aos ligadores.

LIGADOR CTL
O ligadorconsiste em um parafuso de cabeça inserido em uma placa de base com cantos dobrados formando 4 grampos; O perno e a placa são fixados no lugar com dois parafusos. São normalmente utilizados dois tipos de conectores: CTL BASE: parafusos de Ø8 mm de diâmetro, normalmente colocados em contacto directo com a viga de madeira; CTL MAXI: parafusos Ø10 mm de diâmetro, geralmente colocados sobre o soalho e fixos à viga de madeira.


CAMADA PROTETORA
A condensação de vapor na sua parte inferior será evitada mesmo na presença de alta saturação nas áreas abaixo da estrutura do pavimento, portanto preservando o revestimento de madeira. A camada protetora deve ser colocada em contacto com a madeira, antes que os ligadores sejam fixos. Uma quadricula de 6×6 cm é impressa na malha o que facilita a marcações. Fita dupla face e ilhós são fornecidos para uma selagem perfeita.

POSIÇÃO DOS CONECTORES
O ligador CTL BASE normalmente se fixa em contacto directo com a viga de madeira, e o CTL MAXI normalmente no topo da estrutura. O número e tipo de ligadores a serem posicionados é determinado por cálculo (em média 6/10 elementos por m²); eles devem ser fixos com pouco espaço entre eles, próximos às pareces e com maior espaço entre eles no centro da viga. É aconselhável rodar a placa base para que os parafusos não estejam alinhados.


ESCORAMENTOpuntelli _solaio_legno
É importante escorar com escoras os pavimentos enquanto se realiza a cura do betão. Onde não for possível ter acesso ao pavimento inferior, será necessário estudar devidamente uma solução de suspensão do pavimento com tirantes.

LIGAÇÃO ÀS PAREDESSolaio_antisismico_collegamenti
É aconselhável ligar a laje às paredes de alvenaria de suporte de peso em todos os lados do pavimento. Essa precaução também trará benefícios em termos de rigidez e resistência sísmica do chão. Isto pode ser feito de várias maneiras, dependendo do tipo de parede.


ISOLAMENTO
A inserção de um painel de material rígido isolante aumenta a secção do pavimento composto por madeira-betão e vigas sem aumentar o peso do pavimento. Obtêm-se assim vantagens em termos de força, rigidez, número de ligadores necessários e valores de isolamento térmico e acústico.

Calcestruzzo-FibrorinforzatoBETÕES REFORÇADOS COM FIBRAS
São utilizados quando a espessura da nova camada deve ser limitada a 20 ou 30 mm, e quando é necessária uma redução da carga. LigadorMINI CEM é exclusivo para este tipo de aplicação.

 

PAVIMENTOS COM VIGAMENTO DUPLO

COMPONENTES

Elas formam os elementos de suporte de todo o pavimento, no qual as vigas secundárias se apoiam, com a função de distribuir as cargas. Os ligadores devem ser fixos em contato direto com a viga principal. Uma viga de betão reforçada deve ser criada em cima da viga de madeira. Ligadores “BASE” ou “MAXI” podem ser usados, de acordo com diferentes.

CONECTORES CTL
O ligadorconsiste em um parafuso de cabeça inserido em uma placa base com cantos dobrados formando 4 grampos; O perno e a placa são fixos no lugar com dois parafusos. São normalmente utilizados dois tipos de conectores:

CTL BASE: com parafusos Ø8 mm, normalmente é fixado em contato directo com o feixe de madeira;
CTL MAXI: com parafusos de Ø10 mm de diâmetro, normalmente é fixo em cima do embarque.

CONECTORES OMEGA
O ligador OMEGA é usado para ligar vigas de secção reduzida em pavimentos de viga dupla. É a solução mais fácil de usar quando abobadilhas rasas ou tijolos ocos tipo “terracota” são colocados no topo das vigas. O parafuso ligador pode ser fixo através da camada adjacente, por ser muito pequeno e resistente. Os ligadores BASE ou MAXI devem ser usados nas vigas principais.
OMEGA: com parafusos de Ø10 mm de diâmetro.


LIGADOR ALTO EM VIGAS PRINCIPAIS
Ligadorcom haste longa fixo na viga principal, embutido na laje inteira. A cabeça do ligadordeve estar numa cota superior à da malha electrossoldada.

LIGADOR CURTO EM VIGAS PRINCIPAIS
Ligador com reforço para conexão à parte superior da laje: uma armadura de reforço é criada para o efeito.


VIGAS RASAS
Ligador de haste baixa e vigas secundárias no mesmo nível da viga principal. Nestes casos, é sempre preferivel colocar o ligador em contacto directo com a viga, removendo uma parte do soalho.

ATRAVÉS DE PARAFUSOS
Os parafusos que atravessam as vigas secundárias para a viga principal não cria uma ligação eficiente. Este tipo de ligação não é viável, pois o parafuso não é capaz de transmitir as tensões de cisalhamento.
Esta solução não oferece nenhum benefício, logo não deve ser utilizada.


CONTENÇÃO COFRAGEM
O cofragem, geralmente feita em madeira, deve ser colocada entre uma viga e outra, para conter o betão. A operação pode ser bastante trabalhosa na presença de geometrias irregulares. As juntas devem ser seladas com espuma de poliuretano.

PLACAS EM MADEIRA
As vigas secundárias são normalmente cobertas por placas de madeira, como o caso de soalho ou uma camada de tijolos.


VIGAS SECUNDÁRIAS
As vigas secundárias podem ser contínuas, passando pela viga principal, ou interrompidas quando encontram a viga principal. A última situação é a mais favorável. O cálculo para o espaçamento dos ligadores nas vigas secundárias será feito da mesma forma que para um pavimento de viga única. Quando a cobertura do pavimento é feita com tijolos cerâmicos ou tijolos ocos do tipo “terracota” os ligadores “OMEGA” podem ser aplicados. Eles são minimamente invasivos e podem ser usados com cerâmicos contínuos sendo apropriados para vigas com secção reduzida (base mínima de 6cm e altura mínima de 8cm).

VIGAS INTERROMPIDASsolaio_legno_travi_interrotti
A formação de uma viga contínua de betão em cima da madeira promove um reforço uniforme e eficiente.


VIGAS CONTÍNUAStravetti_continui
As vigas secundárias normalmente são cobertas com revestimento de madeira ou cerâmicos, assim como os pavimentos de viga única.

Setting
Nome Ativado
Cookies
Usamos cookies para proporcionar uma melhor experiência no site.
Cloudflare
For perfomance reasons we use Cloudflare as a CDN network. This saves a cookie "__cfduid" to apply security settings on a per-client basis. This cookie is strictly necessary for Cloudflare's security features and cannot be turned off.
Google Analytics
We track anonymized user information to improve our website.

Questo sito web utilizza i cookie
Utilizziamo i cookie per personalizzare contenuti ed annunci, per fornire funzionalità dei social media e per analizzare il nostro traffico. Acconsenta ai nostri cookie se continua ad utilizzare il nostro sito web.